Intencionalidade e Linguagem: Uma Abordagem Normativa, Pragmatista e Inferencialista – Robert B. Brandom (Tradução de Raffz Vieira)

  I. Intencionalidade Neste ensaio eu apresento uma bateria de conceitos, distinções, terminologias e questões que são amplamente utilizadas entre filósofos da mente e da linguagem que discutem sobre intencionalidade. Juntos, eles definem um espaço de possíveis prioridades e estratégias com poder explanador. Em adição, eu esboço um grupo sistemático e interligado de compromissos a respeito... Continuar Lendo →

Tratado Acerca do Absurdismo – Israel Russo

A Filosofia do Absurdo Introdução “Só existe um problema filosófico realmente sério: o suicídio. Julgar se a vida vale ou não vale a pena ser vivida é responder à questão fundamental da filosofia. O resto, se o mundo tem três dimensões, se o espírito tem nove ou doze categorias, aparece em seguida.” A citação acima... Continuar Lendo →

Será Deus Anarquista? A Legitimidade Bíblica das Autoridades Civis — André Filipe

1.Introdução Com o advento do liberalismo teológico, diversas posições não ortodoxas têm aparecido no seio do cristianismo contemporâneo. A famosa “teologia da prosperidade”, filha do movimento da Palavra da Fé com origem no pentecostalismo americano do século XX[1]será o exemplo mais grave e perigoso. Usando a teologia cristã de forma distorcida como justificativa para ganância,... Continuar Lendo →

Jason Brennan – Nozick em Explicações Filosóficas: Há espaço para palavras que não sejam as últimas palavras (Tradução de Ed Grandier)

Artigo originalmente postado aqui por Jason Brennan, no dia 29 de Junho de 2011. Certifique-se sempre de ler os prefácios e introduções aos livros de Nozick. São fascinantes. Nozick é mais esperto que você. Se você e ele estivessem em um debate sobre alguma coisa (qualquer coisa), ele provavelmente venceria (ele seria capaz de vencer o seu... Continuar Lendo →

Otfried Max – Circularidade e Ética da Propriedade Privada: within a vicious circle

“[…] no one could possibly propose anything, and no one could become convinced of any proposition by argumentative means, if a person’s right to make exclusive use of his physical body were not already presupposed.”                                                                                     Hans Hermann Hoppe   Introdução   Imagine que alguém pergunte a um hoppeano qualquer: O que legitima a autopropriedade?... Continuar Lendo →

Réplica ao João Marcos Theodoro e sua resposta ao meu texto sobre a Ética Argumentativa Hoppeana

Link do meu artigo sobre a Ética Argumentativa Hoppeana: https://neoiluminismo.com/2018/03/14/sobre-a-etica-argumentativa-hoppeana/ Link do texto que estou efetuando a réplica: http://foda-seoestado.com/defendendo-etica-hoppeana-resposta-nairus-lobatev/ http://criticidadevoraz.blogspot.com/2017/03/defendendo-etica-hoppeana-resposta.html Minha réplica: “Rian busca justificar a negação da premissa hoppeana e, para isso, utilizada de argumentação, com o que comprova a premissa” R: O fato de eu escolher argumentar, não comprova que o único modo... Continuar Lendo →

A antieticidade inerente da ética libertária e brutalista

Índice Esquemático: Sobre as críticas ao austro-libertarianismo e as problemáticas empíricas 2. A Contradição Transcendental: O Argumento Genérico  3. Acerca da Minha Reformulação da Contradição Transcendental: Inferências 3.1. Premissa A: Suas Inferências Lógicas                       3.1.2. Estado Causador? It Doesn’t Really Matter.       3.2. Premissa B: Consequências... Continuar Lendo →

Sobre a Ética Argumentativa Hoppeana

A base para a maior parte dos austrolibertários hoje é a assim chamada Ética Argumentativa Hoppeana, a ética do filósofo e economista alemão-americano Hans-Hermann Hoppe, famosa para ser usada na negação necessária de toda a forma de violação ao direito à propriedade privada, com base na noção da autopropriedade, encaixando-se uma contradição perfomativa, isto é: a contradição ao argumentar contra... Continuar Lendo →

Haslley Queiroz – Introdução à Epistemologia: Investigações Epistemológicas [SÉRIE]

Texto originalmente postado aqui, no dia 19/06/2016.  O que é a Epistemologia? A epistemologia ~do grego ἐπιστήμη (episteme – conhecimento) + λόγος (logos – palavra ou estudo) ~ é a área da Filosofia que se ocupa do estudo do que é o conhecimento (literalmente, o que significa a palavra “conhecimento”? o que significa dizer que alguém “tem conhecimento” sobre... Continuar Lendo →

Haslley Queiroz – Conhecendo Kant (Parte III)

3 A Filosofia Transcendental Nos últimos posts, vimos como a problemática kantiana se situa historicamente e filosoficamente em relação aos empiristas e racionalistas de sua época e entendemos a natureza e o objetivo do projeto crítico kantiano. Até agora nos mantemos apenas nas preliminares da filosofia kantiana. Nesse post, daremos o primeiro mergulho nas águas da filosofia transcendental.... Continuar Lendo →

Haslley Queiroz – Conhecendo Kant (Parte II)

Na última postagem vimos o contexto histórico e filosófico no qual Kant estava inserido. Percebemos como o seu projeto está situado em relação ao ceticismo empírico de Hume, à física newtoniana e às contradições da metafísica racionalista dogmática de seu tempo. Agora, vejamos como Kant tenta solucionar e responder às contradições e problemas da filosofia... Continuar Lendo →

Haslley Queiroz – Conhecendo Kant (Parte I) [SÉRIE]

A série se chama “Introdução Relaxada a Kant” e tem como objetivo apresentar o pensamento kantiano de forma descontraída (beirando no tosco), politicamente incorreta (beirando no ofensivo) e engraçada (a gente tenta). Enfim, uma introdução a Kant que eu faria se fosse professor. Não se trata de uma introdução superficial do pensamento kantiano, mas de uma introdução minimamente substancial(porém não exaustiva) das partes... Continuar Lendo →

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑