A definição tripartida do conhecimento: defesa e ressalvas – Adeonis Facunde

Introdução A tradição filosófica diz que, para algo ser conhecimento, esse algo precisa atender a três requisitos. Essa definição, chamada de tripartida, será o objeto de base para o decorrer das investigações desse artigo, no qual busco ter um caráter principalmente descritivo, deixando os questionamentos e argumentos por conta do leitor. Desejo uma boa leitura.... Continuar Lendo →

Direita e Esquerda: para que servem? – Claudio Costa

O artigo a seguir é uma participação especial de Claudio Ferreira Costa, doutor em filosofia e professor titular de filosofia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Recomendamos a todos que confiram seus livros, blog e canal — especialmente interessados na filosofia analítica. Blog: http://textosdefilosofiacontemporanea.blogspot.com/ Canal: https://www.youtube.com/user/ruvstof Se você acredita que eu penso que... Continuar Lendo →

O Poder Oculto do Senado: a ética do voto aberto e suas consequências – Jean Batisti e Sávio Coelho

Dia 19, em dezembro de 2018, Marco Aurélio, um dos ministros do Supremo Tribunal Federal, decidiu pela votação aberta para eleição do presidente do Senado Federal. Essa decisão foi tomada após análise do pedido do senador Lasier Martins, com justificativa de que a votação de caráter secreto seria inconstitucional, o que suscitou um grande debate,... Continuar Lendo →

A conciliação necessária entre as tradições Old Whig e Racionalista do Liberalismo – Victor Franca

"São comumente chamados de 'Liberais' os herdeiros da Revolução Gloriosa, tal como se intitulam Conservadores aqueles que reagiram contra a Revolução na França..." - João Pereira Coutinho. O ensaísta, no decurso da palestra, opta por datar de grandes eventos históricos a consolidação de duas das terminologias políticas mais essenciais do Ocidente. A primeira é, decerto,... Continuar Lendo →

A Jornada Para o Lar: Wilhelm Röpke & a Economia Humana – por Roger Scruton (tradução de Guilherme Machado)

Duas palavras gregas definem o meu tema: Nostose Oikos. A primeira – que significa nostalgia – denota-se como “Voltar para o lar”, e é um grande tópico da Odisseia, de Homero. A segunda – que significa economia – denota-se como “Lar”, em si mesma, concebida como um estabelecimento a ser defendido contra invasores; assim como aberta... Continuar Lendo →

FMC: Primeira Seção Comentada — Davi Miranda

INTRODUÇÃO Com este trabalho, dou início a uma série na qual farei uma análise, não completa, mas resumida dos pontos principais dos livros FMC (Fundamentação da Metáfisica dos Costumes) e CRPr (Crítica da Razão Prática), ambos de Immanuel Kant. Transcreverei sucessivos trechos, aqueles que considero os mais relevantes da obra e, logo em seguida, tecerei... Continuar Lendo →

Dois Ensaios sobre a Globalização e o Brasil — Sávio Coelho

I- O Mito do País Aberto e a Falácia da Doença Holandesa: Talvez nenhum mito seja tão disseminado nesse país quanto o mito de que somos supostamente um país absurdamente aberto ao comércio internacional e vítimas de uma suposta conspiração neoliberal internacional arquitetada pelo imperialismo americano. Essa diarreia intelectual propagada por certos setores brasileiros, sobretudo... Continuar Lendo →

A Economia da Incerteza — Sávio Coelho

Introdução:  Muitos que acompanham meu trabalho já devem ter percebido a grande influência hayekiana sobre meu pensamento. A obra de Hayek certamente influenciou nas áreas sociais e econômica de uma maneira que eu não poderia dizer que meu pensamento não foi afetado pela obra desse grande autor. Desde a ideia de uma ordem espontânea surgida... Continuar Lendo →

Ensaios sobre Livre-Comércio e Globalização — Sávio Coelho

I-O Caminho Ricardiano da Riqueza: Uma das questões que menos entendo quando vejo debates nas redes sociais é a constante aversão de pessoas, tanto da Esquerda quanto da Direita, ao livre-comércio. Não consigo entender como essas pessoas podem se opor a uma pauta que já é consenso entre economistas desde pelo menos Adam Smith! Creio […]

Intencionalidade e Linguagem: Uma Abordagem Normativa, Pragmatista e Inferencialista – Robert B. Brandom (Tradução de Raffz Vieira)

  I. Intencionalidade Neste ensaio eu apresento uma bateria de conceitos, distinções, terminologias e questões que são amplamente utilizadas entre filósofos da mente e da linguagem que discutem sobre intencionalidade. Juntos, eles definem um espaço de possíveis prioridades e estratégias com poder explanador. Em adição, eu esboço um grupo sistemático e interligado de compromissos a respeito... Continuar Lendo →

Será Deus Anarquista? A Legitimidade Bíblica das Autoridades Civis — André Filipe

1.Introdução Com o advento do liberalismo teológico, diversas posições não ortodoxas têm aparecido no seio do cristianismo contemporâneo. A famosa “teologia da prosperidade”, filha do movimento da Palavra da Fé com origem no pentecostalismo americano do século XX[1]será o exemplo mais grave e perigoso. Usando a teologia cristã de forma distorcida como justificativa para ganância,... Continuar Lendo →

A MISÉRIA DA HISTÓRIA: Uma análise crítica da Pré-História de Hans-Hermann Hoppe (Parte I) — Christopher Henrique

Talvez nenhum tema levante tantas discussões acaloradas e debates violentos quanto temas ligados à História. Como Jaime Pinsky gosta de frisar, nosso amor pela história é algo perfeitamente natural. O ser humano tem uma propensão a gostar, defender e romantizar a história porque em certa medida ela faz parte dele. Ela simboliza e materializa aquilo... Continuar Lendo →

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑